sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Monotonia precisa-se



Há quem não goste de mudanças... há quem resista intransigentemente à mudança, e só depois, muito lentamente, permite que a adaptação vá acontecendo.
Apetece-me, também a mim, resistir à mudança, parar, parar esta corrida. Eu não gosto de monotonia, até costumo fazer-lhe fintas, mas agora apetecia-me desfrutá-la um pouco, só um pouquinho.
Cada nova etapa exige, exige, suga de mim tanta energia. São demasiadas novidades, decisões a tomar, escolhas a fazer, caminhos desconhecidos a percorrer, novos desafios, riscos que têm de ser corridos, ... uma confusão! Falta-me o oxigénio!
Talvez uma "passeata" num jardim, grande e bonito, por aí, me ajude a restabelecer. Não, desta vez, acho que preciso mesmo da floresta Amazónica.

2 comentários:

asterisco* disse...

Amiga!!!

Eu entendo, não deve estar a ser fácil a tua vinda cá para cima... novos caminhos, novas caras, novas regras, mas mais do mesmo... instabilidade e desconfiança...
Leva tempo a entrar nos carris, mas depois da carruagem encaminhada, a estação de destino chega logo, logo...

adoro-te, bjinhossss
Carina***

isartes disse...

Óh PRINCESA...Não te quero exausta já em Setembro!!
Mas deixo-te desabafar porque sei que por detrás destes murmúrios está uma mulher cheia de força e pronta para todas as lutas que lhe forem propostas.
FORÇA e boas vitórias
beijinho
isaura