sábado, 4 de abril de 2009

Serenar




E tive tempo para serenar.
Tive tempo para estar, tempo para ouvir e até calar, para falar de vós e de mim,
de cansaços e alegrias, dores, inseguranças, projectos e conquistas...
Passado, presente e futuro.
E tive tempo!
Tempo para falarmos de tudo e de nada...
Tempo e serenidade para, ao vosso lado, sentir as vibrações da natureza, os aromas de cada árvore imponente, atravessar a "tempestade" de esvoaçantes "flocos de neve" cor-de-rosa... deslizar no caminho empoado... e ver as rãs saltitonas!
Tempo para falarmos de tudo e de nada...
Ah... este tempo de partilha que me serena a alma....
Um luxo! - tenho de concordar com a nossa "Cretty" - Luxo, é quando ainda nos é permitido ignorar esse malvado tempo que nos tem vindo a escravizar...
Urge ter tempo para partilhar!

2 comentários:

Luis Silvestre disse...

Ola...desde já agradeço o comentário no meu blog. Também é preciso de vez em quando ter-mos uns momentos mais calmos, pk se ñ davamos em malucos. Por ultimo, por mais que tenha tentado decifrar não consigo saber quem és...quer dizer tenho uma desconfiança mas posso estar bastante enganado...

Abraão disse...

Olá, minha amiga. O tempo é precioso e escaco, não temos tempo de dizer as coisas que queremos, nem vivemos, o suficiente os momentos. Mas quando se sabe que vai-se ouvir e ser ouvido, o tempo corre, não pára. Obrigado por me ouvires.
Adoro sua pessoa.
Eternamente amigos.
Grande Beijo.
Abraão